InícioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Lue D. Chevalier

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Lue D. Chevalier

avatar


MensagemAssunto: Lue D. Chevalier   Ter 04 Maio 2010, 3:56 pm


LINE – 19 ANOS – RPG_BELAZITA – SP, SP

Lue Donovan Chevalier

( PORQUE EU SEI QUE É AMOR )

sei que cada palavra importa
# Olá! Meu nome é LUE LETICIA DONOVAN CHEVALIER. E eu sou uma garota anormal, ou pelo menos é isso o que dizem de mim. Não sou lá a mais bonita, nem a mais feia. Não sou a mais esperta, nem a mais burra. Não sou a mais legal, nem a mais chata. Mas sou o que sou, e me orgulho disso.
# Bem, como já disse, me chamo LUE, e sou mestiça. Nasci no dia vinte e seis de dezembro, um dia depois do natal. Isso é
ruim, por que eu ganho um presente para dois dias... Nunca ganhei um presente de aniversario e outro de natal! Era sempre o mesmo... Mas, vamos falar de mim então? Ok, como quiser. Eu tenho dezessete anos de idade, e nasci na cidade de Milão, na bela Itália; Hoje moro em Roma com a avó Diana, junto com meu irmão Bernard.
# Meu pai era Bernard Chevalier, e morreu aos vinte e nove anos.Minha mãe era Stefani Donovan Chevalier, e sempre foi uma grande amiga minha. Quando eu tinha dez anos, meus pais faleceram em um desastre de avião, e meu irmão e eu ficamos com a vovó Diana. Sempre adorei morar com a vovó, mas sinto falta de mamãe. Era como se um pedacinho meu tivesse ido com ela. Como dizem? “A filha é mais próxima da mãe, e o filho do pai.” Aquilo fazia o maior sentido pra mim.
# Ah não! Não quero, não posso. Eu não quero falar da minha aparência. Não é bonita... Mas, vamos lá. Se é isso que tenho que fazer para ser aceita no Instituto de Artes Mágicas Durmstrang, vou falar sobre minha...ãhn... bela aparência.
Vamos começar pela única coisa boa em mim: minha altura. Eu sou alta, e agradeço a Deus e Merlin por isso! Meço um
metro e setenta e oito! Nossa, isso sem falar quando eu sou obrigada a usar salto alto. Por exemplo, no baile de inverno, eu fiquei medindo quase dois metros.
# O cabelo? Aah, até que é bonitinho. São castanhos, e meio ondulados. São compridos, batem em minhas costas. Eu os amo, tanto que até vivo passando cremes. Mas não pense que é para impressionar garotos, (argh!) pois isso seria
quebrar minha promessa...
# Olhos também? São estilosos, não nego. São cor-de-mel, tipo, claros de manha, médios a tarde, e escuros a noite. Engraçado, né?
# sabe que muitas vezes dizem que eu lembro muito uma tal de LEIGHTON MEESTER?
# A pessoa mais doce, certinha, com mania de limpeza e amor por Durmstrang. Assim que me descrevo. Tudo bem, “a pessoa mais doce...” foi exagero meu, mas...
# Meu maior desejo...? hm, vamos ver. Ser a primeira mulher a ir visitar o espaço!
# Qualidades, defeitos e tal tal. Defeitos, eu tenho muito sim! Sou irritante, estranha, curiosa... Qualidades? Não, não tenho muitas. Meu irmão fala que sou perfeita, mas isso não é verdade. Eu sei cozinhar, grande qualidade, eu sou uma ótima atleta e também, sou atenciosa. :D
# Meus medos, isso sim que é ir no fundo do posso... Sim, meu maior medo é altura. Desde que meus pais morreram, eu nunca mais quis ficar a mais de meio
metro do chão. Eu sou traumatizada com altura.
# Eu não possuo habilidade. Vim de uma família sem poderes especiais, nem nada mais além de magia. Eu até ando treinando para virar animaga, mas acho quei sso não vai dar em nada. Sabe, eu achoo que nunca vou ser uma pessoa especial...
# Eu estou começando a cursar o sétimo ano, feliz da vida! Graças a Deus, nunca repeti de ano, e sei que não vou repetir esse. Agora que estou começando a fazer amizades, parece que tudo melhorou, sabe? Não sabia que amizade fazia tão bem assim...
# Eu estou na Ansuz, desde sempre. A maioria dos meus amigos são daothila, mas eu sou ansuziana de coração. Me orgulho de ser a única da família a ser da ansuz! Como dizia Bob Marley “Vocês riem de mim por eu ser diferente, e eu rio de vocês por serem todos iguais!”
# Monitoria? Infelizmente me obrigaram a ser! Bernard simplesmente me forçou a ser monitora. Mas não sou chefe não, DEUS ME LIVRE E GUARDE!
# Nimbus 3001
# Mogno, asa de fada e pelo de rabo de unicórnio, vinte e seis centímetros,Maleável, boa para feitiços caseiros.
# Ah, meu fofuxo do Daniel. Meu ratinho tão bonitinho e fofo... Como eu amo ele. Ele é meu melhor amigo, e o guardião de meus segredos.
A trama !
# Vamos começar a parte legal da coisa, não? Se você acha que essa historia é como tantas outras, que tem um final feliz e um príncipe encantado,saia daqui agora mesmo! Não, essa não é uma historia assim. É totalmente diferente. Aqui você não vai encontrar amor, carinho, atenção... Vai achar dor,
sofrimento...
# Então ta, iniciando.
# Como eu nasci? Acho que essa situação não tem que ter exatamente um capitulo inteeeeiro, tem? É bem simples. Minha mãe estava dentro do quarto dela quando sentiu fortes dores e foi para a maternidade. Lá eu nasci! Simples, não?
Só não entendo por que tanta gente descreve esse momento como um momento de gloria, de compaixão... Mas você não sabia nem seu nome, como pode ser um momento TAAO assim especial ? Eu não sei, e isso me confundi, muito!

Escola de... MAGIA


# Bem, eu lembro daquele dia. Foi horrível. Estávamos eu, Bê, vovó Diana e vovô Tyson em um restaurante chinês, para celebrar o as bodas de cristal de tia Gysele e tio Garret.
# Bernard atacava o sashimi, enquanto eu bebia apenas um copo de saquê. De repente, Bernard, com dez anos de idade, fez o sashimi voar de sua boca para a cara do gerente do restaurante. Ele claro, assustou e olhou para Bernard “Inconseqüente! Saia já daqui, seu marmanjo! Xô!” Eu já não estava muito a vontade no meio de todos aqueles amigos de Bernard (ele e eu podíamos levar vários amigos), mas quando o homem disse aquilo, senti-me ofendida. Xô? Como se nós fossemos ratos de esgoto, sem educações. Rebati com outra ofença “Vem cá, quem é você? Apenas que seja o dono desse estabelecimento, não saímos, entende caro homem?” Ele ficou vermelho como um pimentão, então senti a raiva subir em mim. De repente, eu me vi segurando a varinha de tia Gysele, dizendo algo como: “estupefaça!”.
# Aquilo foi horrível. Eu vi o homem voando alem das paredes e fiquei assustada. E para fechar o dia com chave de ouro:
# Voltamos para casa e lá eu vi uma carta voando sobre a caixa de correio murmurando “Esses carteiros do mundo trouxa! Não sabem que estou a trabalho! Acham que vão me domesticar me prendendo nessa minúscula caixa. Desculpem-me irmãs, mas não posso solta-las daí.” Me assustei. Como eu já estava apavorada com aquilo que acontecera no restaurante, dei um gritinho histérico e ouvi vó Diana dizendo: “Pelos DEUSES, o que é isso? Não diga que és uma carta de Durmstrang?” como ela sabia? Era só uma carta falante, como varias outras... Ta, ela sabia por que era uma bruxa, assim como eu. Me senti exausta, e tentei entrar em casa, mas a carta me seguiu. “Éééh... ahn, tipo, o
que você quer comigo?”
eu não sabia por que eu estava falando com uma carta.

# A carta então, explicou que eu era uma bruxinha, que tinha que aprender a controlar meus poderes e tudo e tal. Mas não agüentei quando ela disse Durmstrang. Caí na gargalhada. Eu, Lue Letícia Donovan Chevalier, em Durmstrang? Onde mamãe e papai se conheceram? Me senti feliz. Eu teria contato com um pedacinho da vida da minha mãe!
# Quando cheguei em Durmstrang, quase desmontei. Era... feia? Não, era assustadora! Ela me dava medo. Eu também estava com medo antes mesmo de entrar lá, medo de cair em outra casa que não seja Berkana, e ser um desgosto para a família. Tive vontade de sair correndo, mas finquei meus pés no chão, e não sai de Durmstrang até as férias de verão.
# Nunca tive muitas aventuras lá dentro. Não, ATÉ meu irmão entrar em Durmstrang também. Isto é, ele me causou muitíssimos problemas. Metíamos em confusão, e eu sempre levava a culpa. Eu já tinha até um apelido: ‘a garota inconseqüente da ansuz’.
# Minha primeira aventura foi no terceiro ano. Bernard já tinha seus amiguinhos idiotas, infantis e tolos da berkana, e eu continuava solitária. Talvez por que fosse tímida, ou por que as pessoas tinham medo de mim, ou algo do tipo. Bernard e eu, estávamos conversando no recreio, quando um garoto do
quinto ano foi lá e simplesmente o xingou. “Hei, por que não mexe com alguém do seu tamanho, man?” Ele ficou furioso e me desafiou a um duelo. Convidei Bê para ser meu padrinho de duelo, mas ele não quis. Então, duelei sem padrinho. Não, eu não ganhei. Fui humilhada, e desde aquele
dia, todos me desafiam, mas depois voltam e dizem: “Ah, desculpa. É covardia a minha duelar com uma perdedora.”

# Bem, mas vamos falar de um ponto muito importante da minha vida. Foi no sexto ano. Eu jurei ser virgem por toda aminha vida. O por que? O garoto que eu me apaixonei morreu no torneio TRIWIZARDS, e eu fiz a jura então. “Eu, Lue Letícia Donovan Chevalier, juro ser virgem por toda a minha vida, a menos que Guilhermo volte.”
# Depois disso, nunca mais tive aventuras. Bê se afastou de mim, e eu fiquei só de vez. Hoje, eu estou no 7º ano, e vivo para cuidar de meu irmão,Bernard.

ta ai, :D
podre, mas >.<'
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lue D. Chevalier

avatar


MensagemAssunto: Re: Lue D. Chevalier   Qui 06 Maio 2010, 4:43 pm

pronta :]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Lue D. Chevalier   Seg 17 Maio 2010, 11:47 am

Olá, Seja Bem Vinda Srta Chevalier

- Infelizmente não tenho permissão de selecionar a sua ficha. Está linda mas peço que altere para este modelo aqui

- A Ficha deve estar separada por cada categoria, como foi destinada no modelo.

Aguardo..
_______________________________
LEO

selecionador da ansuz
Voltar ao Topo Ir em baixo
Marie Windsor Devereux

avatar


MensagemAssunto: Re: Lue D. Chevalier   Seg 17 Maio 2010, 1:00 pm

OOOOOOOOOOOOOOO'
pq isso, ué ?

gnt, é só ver se tá bom, da pra entender sim .-.'

cada coisa aqi ein : ¬¬
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Lue D. Chevalier   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Lue D. Chevalier
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Manual do Usuário :: Cemitério-
Ir para: